Banner LG Evo_Julho 23
Banner Sarte_Wiim_Fever 24
Banner Imacustica Julho 22
Exaudio Jun 23
Banner vertical Ultimate Fever 24
Banner Imacustica Julho 22
Banner horiz Ultimate Fever 24

Teste: Diptyque DP 140MkII

Teste: Diptyque DP 140MkII

Jorge Gonçalves

27 outubro 2023

A Diptyque elevou a fasquia uma vez mais e não vai ser nada fácil ultrapassá-la


A Diptyque é um fabricante que tem vindo a ocupar um lugar cada vez mais relevante no mundo da alta-fidelidade e isto a uma velocidade quase fulgurante. Aqui há una tempos falei de maneira encomiástica sobre as colunas de painel DP 160 ( https://www.audiopt.com/equipamentos/testes/465/diptyque-dp-160) e mencionei que estava em desenvolvimento a versão MkII. Pois desta vez falo sobre as DP 140 MkII a primeira versão melhorada que foi colocada no mercado, depois de uma estreia mundial no último show de Munique.

Diptyque DP140MK2_11

Vou escusar-me de falar sobre a tecnologia e as intrincâncias técnicas das colunas de painel do tipo magnetoestático, remetendo o leitor para o link acima indicado e vou aqui apenas descrever, transcrevendo as palavras de Gilles Douziech, um dos fundadores da marca, juntamente com Eric Poix, as diferenças principais entre uma e outra versão:


Trabalhámos nas novas DP140 MK2 e 160 Mk2 depois de projectar o nosso modelo de referência (Diptyque Reference). Entendemos, assim, que a nova estrutura mecânica com 2 lados cortados a laser e fixados com numerosos parafusos trouxe muitas melhorias:
- Maior rigidez
- Melhor precisão da distância íman / membrana em toda a superfície.
- Campo magnético mais concentrado nas fitas de alumínio para maior eficiência.
- Uma estética mais refinada.
- Uma melhoria na produção em massa: a geração anterior era feita inteiramente à mão nas nossas oficinas, logo totalmente artesanal, e certas operações, tais como a soldadura das molduras, só o meu amigo Eric Poix conseguia fazer com perfeição!
Hoje temos distribuidores em 30 países e vivemos um crescimento muito forte, pelo que devemos mudar as nossas soluções técnicas. Encontrámos, assim, parceiros muito próximos de nós (região de Toulouse) que produzem as faces de aço com altíssima qualidade de fabricação.
Toda os componentes da parte interior, o coração dos nossos altifalantes – chassis, membranas, redes de fitas de alumínio, continuam a ser fabricados na nossa empresa.
Os altifalantes são 100% reparáveis: esta nova geração tem garantia de 5 anos e todos os elementos: membranas de graves e tweeters podem ser substituídos facilmente por um técnico com a ajuda de um vídeo tutorial.
Outra inovação nestes modelos Mk2: a utilização de um tweeter de grandes dimensões – 55 cm, com uma ampla gama de frequências de trabalho (1600 Hz a 22 000 Hz) que traz muita naturalidade à música.


Convém aqui relevar que as referências 140 e 160 têm como base a altura das colunas em centímetros, pelo que se conclui que as 140 são uma versão 20 cm mais baixa das 160. Sobre em que é que isso se reflecte no desempenho falarei mais adiante. No que se refere a características técnicas destacam-se a extensa resposta em frequência que vai dos 35 Hz aos 20 kHz, embora sem especificar o corte em dB, a sensibilidade de 87 dB /W/m, a impedância bem benigna de 6 ohm e a potência recomendada para o amplificador que as alimente – 180 W, embora com 60 W já se obtenham resultados mais que satisfatórios. Por último, o peso de cada coluna é de 38 kg, o que as torna razoavelmente fáceis de movimentar dentro da sala para optimizar a performance.

Diptyque DP140MK2_10

No que se refere ao posicionamento na sala, fica mais ou menos do lado do utilizador das colunas definir se os tweeters devem ficar para dentro ou para fora, embora Gilles me tenha dado uma indicação mais ou menos genérica de que numa sala relativamente estreita os tweeters devem ficar para fora, já que as colunas ficam mais perto uma da outra, e numa sala mais ampla para dentro. Mas nada como experimentar. As Diptyque não se «incomodam» por aí além com a proximidade às paredes laterais e distâncias de entre 0,5 e 1 m são perfeitamente aceitáveis. As cores disponíveis por defeito são o preto e o branco, com pequenas nunaces de acabamento. As 140 que testei tinham a cor preta, como um rebordo de cabedal castanho em toda a volta dos painéis que ficava mesmo muito bem. Uma vez mais é possível escolher uma de entre 160 cores do catálogo RAL para os painéis.


» Próxima página (Página 2 - 2/4)

Ajasom marcas 25-02-23
Marantz Stereo 70s_Set 23

Conteúdo

Outros conteúdos

Banner TCL Out 23
B&W Diamond Jan 2022
Marantz 70 anos