LG OLED 300 dpi
Sarte_JBL_December 22_2
Banner Imacustica Julho 22
Banner Exaudio Junho 22
Banner vert Ultimate Jan 23
Banner Imacustica Julho 22
Banner horiz Ultimate Jan 23

B&W 705 S3

B&W 705 S3

Jorge Gonçalves

27 Novembro 2022

Lindas de ver e de ouvir


As novas colunas da linha 700 S3, da Bowers & Wilkins, incorporam uma boa parte das tecnologias que foram desenvolvidas para a última versão da reputada gama 800 Diamond, utilizadas nos mais famosos estúdios de gravação mundiais e são o resultado de 3 anos de pesquisa e desenvolvimento.
A gama completa é constituída por 8 modelos, três de suporte e cinco de chão, a que se somam duas colunas centrais para utilização em sistemas de cinema em casa, o que eleva o número global para 10. As caixas são mais elegantes, com os altifalantes montados num painel frontal curvo com recurso a aros que minimizam os efeitos de difracção da caixa. O novo e atraente acabamento Moka junta-se aos já conhecidos lacado a negro e branco acetinado para disponibilizar combinações perfeitas com qualquer tipo de decoração.

Tecnolgia_Tweeter

Quatro dos modelos da nova série 700 (as colunas de chão 702 S3, 703 S3, as de suporte 705 S3 aqui analisada, e ainda a coluna central HTM71 S3) utilizarão o icónico conceito de colocação do tweeter no topo da caixa. O suporte de alumínio que aloja o tweeter no topo das 705 S3 é maquinado a partir de uma peça de alumínio sólido e tem um formato que melhora a solidez de fixação e reduz a distorção, ao mesmo tempo que o altifalante em si tem uma frequência de quebra situada nuns muito respeitáveis 47 kHz, bem longe do topo da gama audível. A membrana é de carbono e as bobinas são ventiladas.

Tecnologia_Medios

Já o altifalante de médios/graves, como um cone de 165 mm, recorre à revolucionária suspensão Biométrica, desenvolvida para a última versão das 800 Diamond e montada num chassis de alumínio com peças de equilíbrio dinâmico que diminuem as ressonâncias mecânicas. O cone é de Continuum, com suspensão sem orla e com o perfil Aerofoil. Os terminais são agora bem mais sólidos e os condensadores do crossover são da Mundorf. O pórtico de reforço de graves utiliza a tecnologia Flowport.
Fabricando colunas há quase 60 anos, a B&W tem laboratórios de design e desenvolvimento como muitas poucas marcas tê, como eu já tive oportunidade de apreciar in loco nas várias viagens que já fiz à fábrica de Worthing e, para além das tecnologias utilizadas nas unidades activas, muito do conhecimento da marca foi posto em prática no desenho do crossover, o qual utiliza condensadores Mundorf de alta qualidade e bobinas fabricadas sob especificação directa da B&W numa topologia o mais simples possível.
As caixas das 705 S3 que me calharam em sorte tinham um belo acabamento que a B&W designa por Moka e são bem sólidas, pesando cada coluna 10 kg. Boa parte desse peso vem não só da espessura das paredes como da complexa estrutura interna de reforço que já um ícone da marca. Os terminais de ligação ao amplificador, em número de 4 para permitir bicablagem têm um aspecto esteticamente muito atraente, não deixando de ser muito sólidos, e estão instalados numa placa metálica cromada, formando tudo isto um conjunto extremamente atraente. As grelhas são fixadas ao painel frontal por ímanes.
Em termos de especificações técnicas a B&W indica uma impedância nominal de 8 ohm, com um mínimo de 3,7, o que as torna fáceis de alimentar pela grande maioria dos amplificadores, e uma sensibilidade de 88 dB/W/m. A resposta em frequência estende-se dos 50 Hz aos 28 kHz, ±3 dB.


» Próxima página (Página 2 - 2/2)

Hegel_P30A_H30A_Jan 23
Marantz 40n

Conteúdo

Banner Ajasom Dez 2021

Outros conteúdos

TCL C73 Julho 22
B&W Diamond Jan 2022
Banner Marantz Jan 2022