LG OLED 300 dpi
Sarte_JBL-Dezembro 22
Banner Imacustica Julho 22
Banner Exaudio Junho 22
Esoteric-Aqipa
Banner Imacustica Julho 22

Amplificador Integrado / DAC M6si da Musical Fidelity

Amplificador Integrado / DAC M6si da Musical Fidelity

Leonel Garcia Marques

17 Novembro 2022

Um som sem rodriguinhos em que cabem todos os géneros


Audição


Liguei o M6si a umas colunas B&W 705 S2, ao Holo Audio Cyan DSD DAC através da ligação balanceada XLR e ao leitor da Atoll SACD200 e ao streamer ARIES Mini (através do DAC e através da ligação USB). Devo dizer que também experimentei ligar diretamente ao servidor doméstico WDMyCloudEX4000. Mas a entrada USB tem algumas limitações e por isso centrei-me, no essencial, na amplificação analógica.
Posso começar já por dizer que gostei muito. O M6si tem um som cheio de vigor, com um amplo palco sonoro, boa separação de timbres e tão neutro que até diria que talvez não agrade a toda a gente. É um som direto, sem rodriguinhos, verdadeiro, detalhado e musical. Sem estados de alma com sombreados de autor.
Mas passemos a uma consideração mais detalhada.

Playlist


Julie Roset w. Millenium Orchestra (dir. L. Garcia Alarcón) – Handel Salve Regina – CD Ricercar
Cantolx & B’Rock Orchestra (dir. F. Agsteribbe) – Antwerp Requiem 1650 Van Steelant – CD Pentatone
Rachel Podger – Tutta Sola (All Alone) – Download Native DSD DSD256 Channel
Chick Corea – Three Quartets – HDCD Strech Records
Rodrigo Toscano Trio – Chasing Contradictions – CD Clean Feed
Musica Nuda – Girotondo Fabricio De André – SACD Fonè
Led Zeppelin – Remasters (Jimmy Page) – CD Atlantic


Na clássica, Julie Roset w. Millenium Orchestra (dir. L. Garcia Alarcón) no Handel Salve Regina e o Cantolx & B’Rock Orchestra (dir. F. Agsteribbe) no Requiem de Antuérpia de Phillipe Van Steelant, são gravações de duas obras de épocas diferentes, a um século de distância, mas com a mesma exigência na reprodução da voz e da harmonia. Potência, detalhe e espaço são os atributos do M6si, o qual manifesta sempre um controlo absoluto. O amplificador apaga-se, desaparece e fica a música, sem artifícios, pura e despojada. O mesmo comentário poder-se-ia aplicar, num contexto diferente, a Tutta Sola, a incrível gravação de violino solo de Rachel Podger. Podger interpreta grandes nomes barrocos como Westhoff e Matteis mas inclui também compositores do séc. XVIII praticamente desconhecidos como o luso Pedro Lopes Nogueira. Aqui são o virtuosismo inebriante de Podger e o timbre belíssimo do seu violino genovês Pesarinius, a não encontrarem obstáculos na frontalidade e transparência do M6si, deixando-nos a sós com a intérprete e a Música com “M” Maiúsculo.

MF-M6si-Inside

No jazz, uma gravação esplêndida do recentemente falecido Chick Corea, a dos três quartetos, incluindo no combo, o também saudoso Michael Brecker, e ainda Eddie Gomez e Steve Gadd. Música e músicos de altíssimo gabarito e uma gravação audiófila são suficientes para deleitaram qualquer apreciador de jazz. A potência controlada do M6si, a limpidez e amplitude do seu palco sonoro fizeram-me apaixonar por esta amplificação. E a nova gravação do nosso Ricardo Toscano? Só subtileza, envolvimento e inteligência na composição. Nada que perturbasse o desempenho do M6si, mentando o controlo absoluto, a rapidez de resposta e a precisão total nos ataques de cada nota.
No folk/rock, outra gravação fantástica da Fonè do duo Musica Nuda com a música de Fabricio De André, uma espécie de George Brassens italiano. Aqui interpretado com respeito, intimismo e musicalidade. O M6si faz-nos estar lá, com um som verdadeiro, cru e natural. E finalmente, os Led Zeppelin, num Re-Master de Jimmy Page, no teste do algodão à competência roqueira do M6si. E o M6si não engana, liberta toda a energia indirigível dos velhos Led com toda a acidez das guitarras, mas sem qualquer azia (brilho excessivo ou dissonância), sempre com pleno controlo e mestria.


Conclusão


A esta gama de preços, a competição é intensa e o M6si tem algumas limitações na entrada USB, não possui um componente de streaming (o que, para mim, pessoalmente, não são aspectos verdadeiramente relevantes), o controlo remoto tem uma qualidade de fabricação que deixa algo a desejar, mas tudo isso pouco interessa. O M6si cumpre a sua principal missão, a amplificação, com uma sinceridade, potência e naturalidade realmente cativantes. O M6si pode eventualmente não agradar a todos os palatos com a sua honestidade tímbrica isenta de artefactos mas, na minha opinião e para o meu gosto, a esta gama de preços, e talvez mesmo a preços superiores, o M6si é uma alternativa que tem inevitavelmente de ser considerada pois poucos amplificadores integrados possuem o seu poder e clarividência.


Amplificador integrado Musical Fidelity M6si
Preço: 2799 €
Distribuidor: Sarte Audio

M6Si_Silver_Angle_Right…