LG OLED 300 dpi
Audiolab_Omnia_17-03-22
Imacustica vertical
Banner Exaudio Junho 22
Esoteric-Aqipa
Imacustica maior

Magico A3 - teste completo

Magico A3 - teste completo

João Zeferino

23 Fevereiro 2022

Welcome to the dark side


Desde a sua fundação, em 2007, a Magico tem sido um símbolo de qualidade em colunas de som, ainda que a um preço apenas acessível a um número muito limitado de bolsas. Na realidade a utilização de sofisticadas técnicas de construção, a utilização de materiais nobres e uma tecnologia de ponta não são simplesmente compatíveis com preços baixos e isso tem-se reflectido no custo dos produtos da marca de Alon Wolf.

Contudo, em 2017, a Magico surpreendeu o mundo audiófilo ao anunciar o lançamento de umas colunas que, sem renegarem a sua origem e as qualidades essenciais que fazem das Magico umas colunas sempre especiais, seriam propostas com um preço de venda ao público em torno dos 10.000€. E assim surgiram as A3, de que irei falar neste artigo. Depois destas, a gama A foi já aumentada com as monitoras de duas vias A1 bem como as A5, um modelo de maiores dimensões e pretensões, a coluna central ACC e o subwoofer ASUB, sendo estes cinco os modelos que compõem a gama de entrada no mundo da Magico.

Magico A3_3

A caixa das A3 é do tipo selado, como habitual na marca. Possuem umas dimensões elegantes 112x27x23 cm, AxLxC, para um peso unitário de 50 kg, e são construídas com recurso a painéis maciços de alumínio 6061 T6, de qualidade aeronáutica, internamente reforçadas com travamentos por barras de alumínio estrategicamente colocadas, o que lhes assegura uma extraordinária rigidez estrutural capaz de eliminar praticamente todas as ressonâncias parasitas, permitindo dispensar a utilização de material de absorção acústica, com naturais vantagens ao nível da clareza e focagem do som. Internamente, existe ainda uma câmara independente para a unidade de médias frequências, de modo que esta possa trabalhar sem quaisquer interferências da pressão causada pelos dois woffers.

As A3 estão equipadas com dois woofers de longo curso com cone de 7 polegadas, com cones Nano-Tec Gen.8 da Magico, elaborados em fibra de carbono e grafeno, uma combinação que assegura uma extraordinária rigidez, aliada a uma quase ausência de massa, bem como excelentes propriedades de amortecimento. O sistema motor inclui magnetos de neodímio e bobinas de voz de titânio puro de 75 mm. A unidade de médias frequências possui um cone de 6 polegadas, em carbono e grafeno e está instalada numa câmara acústica independente, como já atrás referido. Por fim o tweeter é uma unidade de 28 mm, com cúpula rígida de berílio, cuja concepção foi baseada na mesma plataforma do tweeter do modelo M-Project, ainda que sem a camada de diamante vaporizado sobre a cúpula de berílio, cujo custo seria incompatível com umas colunas do segmento de preço das A3. O sistema motor, com magneto de neodímio, é fechado numa câmara traseira equipada com novos materiais de amortecimento e caracteriza-se por uma distorção ultrabaixa, elevada potência admissível e notáveis capacidades dinâmicas.

O crossover ‘Elliptical Symmetry Crossover’ é um circuito de três vias e pendente de 24 dB/oitava do tipo Linkwitz-Riley, que maximiza a largura de banda, enquanto preserva a linearidade de fase e minimiza a distorção por intermodulação, e inclui componentes de alta qualidade oriundos da alemã Mundorf. As Magico A3 possuem uma sensibilidade de 88 dB, impedância de 4 Ohm e uma resposta em frequência de 22 Hz a 50 kHz. A Magico recomenda uma potência de amplificação mínima de 50 Watt por canal.

Magico A3_4

» Próxima página (Página 2 - 2/2)

Banner Ajasom Dez 2021
Marantz 40n

Conteúdo

  • Magico A3 - teste completo João Zeferino
  • Página 2
Banner Ajasom Dez 2021

Outros conteúdos

TCL C73 Julho 22
B&W Diamond Jan 2022
Banner Marantz Jan 2022