Banner LG Evo_Julho 23
Banner Sarte_Wiim_Fever 24
Banner Imacustica Julho 22
Exaudio Jun 23
Banner vertical Ultimate Fever 24
Banner Imacustica Julho 22
Banner horiz Ultimate Fever 24
Banner Logical Design_26 Jun 24

RECITAL DE PIANO POR MOMO KODAMA

RECITAL DE PIANO POR MOMO KODAMA

6 maio 2023

COMEMORAÇÃO DO 15.º ANIVERSÁRIO DO MUSEU DO ORIENTE


No dia 8 de Maio, o Museu do Oriente celebra o seu 15.º aniversário com a estreia em Portugal da pianista clássica Momo Kodama, que sobe ao palco do auditório às 19.00 para um recital que promete fazer o público viajar entre Ocidente e Oriente. A artista japonesa nascida em Osaka, interpreta um programa especial de compositores franceses e japoneses, que ilustra as influências transculturais na música escrita com um século de intervalo. Para ouvir, destaque para obras de Debussy e Toshio Hosokawa, que partilham, nas palavras de Momo Kodama “uma grande dimensão poética e fortes contraste, do contemplativo ao quase virtuoso”.


Enquanto solista, Momo Kodama é ainda considerada uma intérprete exímia de Olivier Messiaen, em especial Catalogue d’oiseaux, com que abre o programa de 8 de Maio e Debussy, cujos Études são outro dos destaques deste recitalO diálogo entre a música escrita por compositores europeus e asiáticos tem sido um dos principais focos do trabalho mais recente de Momo Kodama: o álbum Hosokawa/Mozart (2021) junta um concerto para piano e orquestra de Mozart e um concerto de homenagem a este compositor, escrito por Toshio Hosokawa para Momo Kodama; Point and Line (2017) intercala estudos de Debussy e de Hosokawa, construindo paralelos entre ambas as obras e La Vallée des Cloches (2013) cria uma ponte sonora entre o ciclo de piano de 1904-45 de Ravel e Fauvette des jardin (1970) de Messiaen, através da imagética de Rain Tree Sketch (1982), composição do japonês Toru Takemitsu.Este trabalho de diálogo e aproximação entre Oriente e Ocidente e o reconhecimento da sua importância estiveram na base do convite a Momo Kodama para protagonizar o recital comemorativo do 15.º aniversário do Museu do Oriente.


Desde 2008, o Museu do Oriente tem por missão a preservação do património material e imaterial de várias culturas do território asiático, nas suas mais diversas formas de expressão artística, estabelecendo um diálogo enriquecedor e promovendo o conhecimento mútuo entre o Ocidente e o Oriente.


PROGRAMA

• Olivier Messiaen | Catalogue d’oiseaux (1956-58) [excerto] | « Le Traquet rieur »
• Claude Debussy | Douze Études (1915) [excerto] | « pour les sonorités opposées »
• Toshio Hosokawa | Étude I-VI (2011-13) [excerto] | « Point And Line »
• Claude Debussy | Douze Études (1915) [excerto]
• Claude Debussy | L’Isle Joyeuse
• Maurice Ravel | Miroirs [excerto] | Oiseaux Tristes
• Claude Debussy | Douze Études (1915) [excerto] | «pour les arpèges composés»
• Toru Takemitsu | Rain Tree Sketch (1982)
• Régis Campo | Étude pour les cordes bloquées (2010)
• Toshio Hosokawa | Mai - Uralte japanische Tanzmusik (2012)
• Claude Debussy | Douze Études (1915) [excerto] | «pour les octaves»


Elogiada pela sua “técnica impecável e facilidade para sons cristalinos” (American Record Guide), “naturalidade e forte sentido do dramático” (BBC Music Magazine), “toque deliciosamente perolado” (Classical-Music) e interpretação “nítida, incisiva e sensual” (San Francisco Chronicle) Momo Kodama construiu uma carreira impressionante, somando apresentações com orquestras de renome mundial, como Berlin Philharmonic Orchestra, Boston Symphony Orchestra, Bayerisches Staatsorchester, NHK Symphony Orchestra, NDR Elbphilharmonie Orchestra, Orchestre National de France, Orchestre Philharmonique de Radio France, Orchestre Philharmonique de Monte-Carlo, Orchestre de Chambre de Paris e a Royal Liverpool Philharmonic Orchestra, sob a condução de Seiji Ozawa, Eliahu Inbal, Charles Dutoit, Kent Nagano, Roger Norrington, Lawrence Foster ou André Previn.
Entre os prestigiados palcos onde já se apresentou, contam-se ainda Vienna Musikverein, Berlin Philharmonie, Berlin Konzerthaus, Suntory Hall Tokyo, Philharmonie de Paris, Théâtre des Champs-Elysées em Paris, Muziekgebouw aan ’t IJ de Amesterdão e Wigmore Hall em Londres.
É convidada regularmente para participar em festivais como Marlboro, Verbier, La Roque d’Anthéron, Festival Chopin, Festival d’Automne, Festival Saint-Denis, Enesco Festival, Tivoli Festival, Settembre Musica, Schleswig-Holstein, Miyazaki e Matsumoto (Seiji Ozawa).
Para além das apresentações a solo, Momo Kodama tem-se dedicado à música de câmara, na companhia de intérpretes como Christian Tetzlaff, Renaud Capçon, Augustin Dumay, Gautier Capuçon, Steven Isserlis ou Jörg Widmann. Concebeu e actuou no programa comemorativo do centenário da morte de Debussy, com o actor Pascal Rénéric e o barítono Josep-Ramon Olivé, na La Bellevilloise em Paris, com repetições em França e na China.
O seu repertório estende-se dos períodos clássicos e românticos, até ao contemporâneo. Compositores como Toshio Hosokawa, Jörg Widmann e Christian Mason escreveram especialmente para ela. Momo Kodama é considerada uma intérprete exímia da obra de Olivier Messiaen (incluindo Turangalîla-sinfonie, Vingt Regards sur l’Enfant-Jésus e Catalogue d’Oiseaux), e estreou a sua fantasia para violino e piano com Isabelle Faust, em 2006.


O seu mais recente registo discográfico para a ECM, lançado em 2021, é composto por concertos de Mozart e de Toshio Hosokawa, com a Mito Chamber Orchestra sob a direcção de Seiji Ozawa. Os anteriores CDs “La vallée des cloches” e “Point and Line – Hosokawa/Debussy Etudes” também editados pela ECM, receberam críticas entusiásticas do New York Times, BBC Music Magazine (álbum do mês), Classica (“ Choc ”) e Neue Zürcher Zeitung. Momo Kodama gravou ainda dois CDs para a editora Pentatone, juntamente com a sua irmã Mari, também pianista, com obras de Tchaikovsky e Martinů, bem como quatro CD’s para a Triton com trabalhos fr Chopin, Debussy e Messiaen.


A 1 de Outubro de 2022, Momo Kodama foi nomeada professora no Hochschule Für Musik em Karlsruhe.


Nascida em Osaka, Japão, Momo Kodama passou os seus primeiros anos na Europa: educada numa escola alemã, frequentou o Conservatoire Superieur de Musique de Paris. Prosseguiu os seus estudos com Murray Perahia, András Schiff, Vera Gornostava e Tatiana Nikolayeva. Em 1991, tornou-se a mais jovem laureada da aclamada ARD International Music Competition, em Munique.
Momo Kodama vive em Paris e, nas horas vagas, gosta de cozinhar para a família e amigos.


Foto | (c) Lyodoh Kaneko

Ajasom marcas 25-02-23
Banner Masimo_Marantz_Abril 2024
Banner Ajasom Dez 2021

Outros conteúdos

Banner TCL_Jun 2024
B&W Diamond Jan 2022
Marantz 70 anos