LG OLED 300 dpi
Audiolab_Omnia_17-03-22
Banner Imacustica Julho 22
Banner Exaudio Junho 22
Esoteric-Aqipa
Banner Imacustica Julho 22

Teac UD-701N + AP-701 - Teste

Teac UD-701N + AP-701 - Teste

Jorge Gonçalves

24 Maio 2022

Dois «separados» que fazem um belo conjunto


Fundada em 1953 por Katsuma Tani no Japão, a Teac tem-se mantido fiel à sua filosofia de busca e construção de produtos de áudio que gravem e reproduzam genuinamente o som original.

Em 1964 a marca lançou o primeiro gravador de vídeo em câmara lenta do mundo, usado nas Olimpíadas de Tóquio para registar todos os movimentos dos atletas. Em 1977, a voz de R2-D2 no primeiro filme de Star Wars foi gravada num gravador de fita da TEAC. Em 1982, o famoso álbum de Bruce Springsteen “Nebraska” foi registado no seu estúdio de gravação pessoal recorrendo a um gravador de fita multipistas TEAC. A Tascam e a Esoteric são duas marcas da Teac que ganharam forte prestígio a partir dos anos 70, no primeiro caso na área do áudio profissional e no segundo em tudo o que tem a ver com o áudio digital, muito em especial nos leitores de CDs e respectivos sistemas de transporte, caso em que desenvolveu o súper famoso VRDS. Pergaminhos não faltam a este gigante japonês.
Dos equipamentos actuais da Teac destacam-se o préamplificador/streamer/DAC UD-701N e o amplificador de potência AP-701. O UD-701N aceita ficheiros DSD com frequências até 22,5 MHz e PCM até 32 bit/384 kHz, estando a conversão D/A por conta de um conversor Delta Sigma discreto recentemente desenvolvido pela marca, utilizando chips FPGA e algoritmos desenvolvidos pela Teac, e com descodificação MQA. Os ficheiros DSD não sofrem qualquer alteração antes da conversão, enquanto os sinais PCM passam por um modulador Delta/Sigma e convertidos para o formato de 1 bit. É ainda possível fazer, antes da conversão Delta/Sigma, o upsampling dos sinais PCM para até 8 vezes (384 kHz).

ud-701n-b_front

Internamente o 701N segue uma requintada filosofia dual mono que começa na fonte de alimentação, equipada com transformadores toroidais independentes para os canais esquerdo e direito. E, ao mesmo tempo que disponibiliza duas entradas coaxiais e duas ópticas, o 701 não deixa de ser um prévio analógico de alta qualidade com entradas analógicas de linha duplicadas em termos de ligações RCA e XLR. O controlo de volume segue igualmente uma tecnologia desenvolvida pela Teac e denominada QVCS (Quad Volume Control System) e que se apoia num amplificador de ganho variável com quatro circuitos independentes para funcionar com sinais balanceados e que tem uma resolução de 0,5 dB. Seguem-se-lhe os andares de saída com elevada capacidade de corrente de saída.
Integra igualmente um amplificador de auscultadores dedicado com saída através de uma ficha XLR de 4 pinos. A topologia interna é do tio dual mono com transmissão de sinal no modo totalmente balanceado e quando funciona com auscultadores não-balanceados os amplificadores são ligados em paralelo dois a dois para permitir o fornecimento de elevados níveis de energia sobre auscultadores de 600 ohm. Para os amantes do sem fios, existe ainda no 701N um receptor Bluetooth que suporta LDAC e aptX HD para além das habituais ligações USB, esta equipada com uma tecnologia própria que facilita a transferência de ficheiros de grande dimensão (Bulk Pet), e Ethernet.

ud-701n-b_rear

Como se tudo isto não fosse já suficiente, o UD-701 é ainda Roon Ready, o que facilita, como eu pude comprovar, uma integração o mais fácil possível num ambiente Roon, bem como está integrada a utilização directa de serviços tais como Spotify, Tidal e Quobuzz, este último finalmente disponível em Portugal sem necessidade de se ter de recorrer a «truques». O controlo remoto é bastante completo e a App Teac HR Streamer permite ir ainda mais além em termos de interface visual e facilidades de interacção.

Capture+_2022-04-19-17-02-42

Já o AP-701 é um amplificador estéreo dual mono novamente com topologia totalmente balanceada e módulos de potência Hypex Ncore fabricados especialmente pela Hypex para esta aplicação. A alimentação para os circuitos de entrada é fornecida por dois transformadores toroidais independentes (um por canal), e os módulos Hypex aceitam directamente a alimentação do sector, aplicada à fonte de alimentação comutada integrada em cada módulo, o que permite a obtenção de uma potência máxima de 260 W por canal sobre 4 Ohm e 170 W por canal sobre 8 Ohm. O chassis é de alumínio de 3 mm e são utilizadas diversas técnicas de controlo e eliminação das vibrações e os dois belos vuímetros que ocupam uma boa parte do painel frontal dão ao AP-701 uma estética que o distingue da maioria dos seus congéneres. As entradas estão duplicadas em termos de termos disponíveis uma XLR (balanceada) e uma RCA.

ap-701-b_interior

» Próxima página (Página 2 - 2/2)

Banner Ajasom Dez 2021
Marantz 40n

Conteúdo

  • Teac UD-701N + AP-701 - Teste Jorge Gonçalves
  • Página 2

Outros conteúdos

C93 BANNER PT_Julho 22
B&W Diamond Jan 2022
Banner Marantz Jan 2022