PRÉMIOS

by João Zeferino on 8 Fevereiro 2011 15:08Os produtos do ano

Selecção dos melhores equipamentos analisados pela Audio & Cinema em Casa no ano de 2010

Parece que foi ontem e afinal já passou um ano desde que a equipa da Audio & Cinema em Casa se reuniu para atribuir os prémios do ano. Uma vez mais chegámos ao final do ano e, cumprindo a tradição, reunimo-nos para apreciar o que de melhor nos foi dado a conhecer durante o ano de 2010 e atribuir os tão cobiçados prémios do ano.
Se 2009 confirmou um regresso ao estéreo e uma crescente apetência por equipamentos do segmento high-end, 2010 confirmou essa mesma tendência com um grande número de equipamentos analisados a pertencerem ao segmento alto do mercado, reflectindo a procura que os representantes e lojistas sentem ser o principal interesse dos consumidores.
Este ano, e para além da divisão em categorias e eventual subdivisão em escalões de preço, a equipa decidiu criar uma nova categoria elegível, a de «Escolha do Editor», a qual pretende destacar produtos excepcionais e que representam essencialmente uma escolha pessoal do editor da Audio & Cinema em Casa, Jorge Gonçalves.
Sem mais delongas, passemos então à apresentação dos produtos premiados e respectivas categorias, deixando desde já os nossos parabéns quer às marcas quer aos respectivos representantes/agentes nacionais.

Amplificador Integrado a Válvulas – Audio Research VSi60

Testado na Audio n.º 227, Janeiro/Fevereiro de 2011

... O novo amplificador de entrada na gama a válvulas da Audio Research é um investimento seguro: dá-nos a consistência de desempenho, a desenvoltura na reprodução sonora e uma relação qualidade/preço impressionante. Se a isso tudo associarmos o encanto actualizado das válvulas e uma capacidade para lidar com componentes bem acima do seu patamar de preços, podemos dizer que se trata de um investimento com futuro. Se, como cereja no topo do bolo, colocarmos a competência nos parâmetros essenciais que nos aproximam da música, como a transparência, a resolução, a dinâmica, etc., constatamos que, para além de uma aplicação interessante, é antes disso um investimento emocional para todos aqueles que gostam de viajar pelo mundo da arte musical.

Rep.: Imacústica; telef.: 225194180; preço: 4590€

Amplificador «Escolha do Editor» – Devialet D-Premier

Testado na Audio n.º 223, Maio/Junho de 2010

A audição deste D-Premier levou o Jorge Gonçalves a afirmar: «Certamente que muitos dos meus leitores, alguns dos quais me seguem há mais de vinte anos, vão perceber facilmente que esta é a primeira vez que estou simultaneamente eufórico e, quase diria, perplexo, perante um equipamento que não só é extraordinário em praticamente todos os aspectos no momento em que escrevo, como irá certamente definir novas vias/percursos/parâmetros de avaliação para o futuro. Que mais se poderia esperar de uma empresa cuja sede se situa orgulhosamente na Place Vendôme, seguramente o local de Paris onde existem mais lojas de luxo por metro quadrado? Pois nada menos que um produto Premier, não exactamente por ser o primeiro desta jovem empresa, mas muito mais por pertencer àquela elite única dos equipamentos superlativos de excelsas qualidades. A beleza estética é inquestionável, o desempenho desafia a utilização das palavras mais encomiásticas. Ouvir este Devialet D-Premier é entrarmos na quinta dimensão musical e sentirmos que estamos a tomar parte activa numa revolução, tranquila mas inevitável. Se gosta realmente de música, será um crime não comungar deste acontecimento único.»

Rep.: Imacústica; telef.: 225194180; preço: 2250€

Analógico – Unidade Phono

ASR Mini Basis MKII

Testada na Audio n.º 225, Setembro/Outubro de 2010

A ASR Mini Basis é um amplificador de phono MM e MC. Implementa a curva de RIAA (semiactiva) com dois andares de amplificação, sendo a constante de 75 µs intercalada entre o primeiro e segundo andar e as restantes (318 µs e 3180 µs) colocadas na malha de realimentação deste último. Ajustes de ganho por interruptores DIP entre 30 e 72 dB, em passos de 6 dB. Dez opções resistivas – com qualquer combinação entre elas – e dois valores de capacidade seleccionáveis emprestam-lhe uma enorme versatilidade. A conclusão do Carlos Ribeiro não deixa dúvidas quanto à justeza da atribuição do prémio: «É difícil apontar falhas óbvias num equipamento tão equilibrado. Esta unidade está muito acima das suas congéneres de entrada de gama: a anos-luz. A comparação só poderá ser feita perante equipamentos com pelo menos, 500 a 1000€ de reforço e mesmo assim…
«O ASR vai aceitar, sem queixume, células com várias vezes o seu preço. Não é o melhor do mundo, nem podia ser, senão o sr. Schaefer deixaria de fabricar o Basis, e aí era uma perda para todos. Muito honestamente, não esperava um desempenho deste nível. E surpreendeu-me. Positivamente.
Com o seu carácter, ou muito me engano ou este «pequeno» equipamento ainda se vai transformar em mais um produto de culto…»

Rep.: Audioelite; telef.: 217951501; preço: 950€

» Próxima página (Analógico – Prémio Revelação, Gira-discos até 3500 € e Cabeça de gira-discos - 4/7)