Banner LG Evo_Julho 23
Banner Sarte_Wiim_Fever 24
Banner Imacustica Julho 22
Exaudio Jun 23
Banner vertical Ultimate Fever 24
Banner Imacustica Julho 22
Banner horiz Ultimate Fever 24
Banner Logical Design_26 Jun 24

Zellaton e Halcro na Ultimate

Zellaton e Halcro na Ultimate

Jorge Gonçalves

23 junho 2024

Uma viagem aos antípodas a velocidade supersónica.


Tive a oportunidade de passar recentemente pela Ultimate e ouvir os amplificadores da Halcro, pois em Munique apenas tinha passado brevemente pela sala onde eles estavam. Na sala principal da Ultimate Lisboa tínhamos um belo sistema de áudio com os seguintes componentes: Colunas Zellaton Plural Evo, amplificadores monobloco Halcro Eclipse Mono, prévio Boulder 1110, conversor D/A Wadax Reference DAC, servidor Wadax Reference Server, cabos de coluna QSA Lanedri Ultimatum, cabos de interligação Esprit L’Esprit , cabos de alimentação Qsa Lanedri Ultimatum e Siltech Double Crown. Nada mal, para começar a ouvir música.

Foto 1 _ Ultimate 20 Jun 24

As Zellaton estavam ainda em rodagem e não na sua posição final mas mostraram de imediato que são qualquer coisa de muito sério: desaparecem de cena como num golpe de mágica, têm uma transparência e um placo sonoro notáveis e combinam como cereja no topo do bolo com os Halcro.
Ouvi várias faixas, com o Miguel a “conduzir” o streaming, desde L’Arpeggiata, com Cristina Pluhar, em Prologue: La Selva, onde esta combinação dos Halcro com as Zellaton demonstrou que é fenomenal nas vozes, com uma extensão extremamente limpa dos médios aos agudos; a Clark Terry e Oscar Peterson em Alternate One, com jazz bonito até mais não e um solo impressionante de trompete. Destaco igualmente um Summertime bem diferente, quase a capella, com uma percussão não invasiva que está sempre presente mas não se mistura com os outros instrumentos, bem diferente da famosa interpretação de Ella Fritzgerald com Louis Armstrong.

Foto 2 _ Ultimate 20 Jun 24

Foi imediatamente perceptível quer nesta ultima faixa quer na L’Arpegiatta, que o sistema tinha uma capacidade vocal notável em termos de presença, poder e naturalidade, patente igualmente em Purple Rain, combinada com uma limpidez assinalável e uma resposta aos transientes ao nível de um carro que faça dois segundos dos zero aos cem. Fica desde já aqui o conselho a quem tenha disponibilidade para fazer uma visita à Ultimate para ouvir estas duas grandes novidades a trabalharem em conjunto. Não se paga nada e toma-se um «banho» de boa música.